TJTO assina termo de cessão de imóveis e de doação de computadores e móveis para PMTO

Rondinelli Ribeiro Juiz auxiliar Manoel Alves assinando termo de cessão de imóveis ao lado do Chefe do Estado Maior da PMTO, coronel Cláudio Thomaz Coelho de Souza

O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) e a Polícia Militar do Tocantins (PM-TO) assinaram, nesta quarta-feira (24/1), quatro documentos relacionados à cessão de unidades e doação de mobiliário e computadores. 

Ao lado do Chefe do Estado Maior da PMTO, coronel Cláudio Thomaz Coelho de Souza, e de outros militares, o juiz auxiliar da presidência do TJTO Manuel de Faria Reis Neto, a chefe de gabinete da Presidência, Kenia Cristina Almeida, e o diretor-geral do TJTO, Jonas Demóstene Ramos, representaram o presidente da Corte, desembargador João Rigo Guimarães. 

Na ocasião, o TJTO fez a cessão de uso para a PMTO de dois imóveis, um localizado no município de Combinado e outro na cidade de Nazaré. Atualmente os dois imóveis estão sem funcionalidade e a duração da cessão é de cinco anos. Também foram doados 40 microcomputadores e bens móveis (ar-condicionado, liquidificador, refrigerador, armário, cadeiras giratórias e outros). 

“Trabalhei como magistrado em muitas cidades do interior e sei da importância da presença da Polícia Militar e das dificuldades que a instituição enfrenta para atender os municípios. Sabemos da necessidade de estrutura e como isso é fundamental para melhorar o atendimento dessas cidades. Então nos sentimos felizes realizar esse tipo de entrega e agradecer pelo apoio que a instituição tem nos dado sempre que possível”, destacou o juiz Manuel de Faria Reis Neto.

Gestão parceira 

Durante o evento, o Chefe do Estado Maior da PMTO, coronel Cláudio Thomaz Coelho de Souza, agradeceu o apoio que TJTO tem prestado à instituição e destacou o fortalecimento da parceria nos últimos anos. “Esse é mais um dos grandes gestos que o Tribunal direciona a Polícia Militar. São cessões e doações que vão ao encontro do fortalecimento do projeto de colocarmos um novo policiamento em todas as cidades tocantinenses. Isso não demanda apenas pessoas, mas também temos, por exemplo, a parte da mobília, de computadores e, principalmente, de espaços. Nesses últimos anos, na gestão do desembargador João Rigo, houve grandes progressos com o apoio que tivemos. A instituição é grata, parceira e seguimos à disposição dentro do que possível”, pontuou o coronel. 


Busca Processual Jurisprudência Diário da Justiça
Nós usamos cookies
Usamos cookies ou tecnologias similares para finalidades técnicas e, com seu consentimento, para outras finalidades, conforme especificado na política de cookies. Negá-los poderá tornar os recursos relacionados indisponíveis.