Apresentação

A Ouvidoria Judiciária do Estado do Tocantins, órgão do Tribunal de Justiça, tem por missão servir de canal de comunicação direta entra o cidadão e os órgãos que integram o Poder Judiciário do Estado do Tocantins, com vistas a orientar, transmitir informações e colaborar no aprimoramento das atividades desenvolvidas, no intuito de promover o eficaz atendimento das demandas acerca dos serviços prestados pelos órgãos do poder Judiciário.

A Ouvidoria Judiciária do Poder Judiciária do Estado do Tocantins foi criada por meio da Resolução 13/2006, de 18 de Julho de 2006.

Importa destacar ainda que, no ano de 2015, na gestão da Desembargadora Ângela Prudente, a Ouvidoria Judiciária passou por uma revitalização. Em 2 de Julho de 2015, foi publicada no Diário da Justiça nº 360 a Resolução nº 15/2015 do Tribunal de Justiça, que dispõe sobre as atribuições da Ouvidoria Judiciária, revogando a Resolução 013/2006.

Denota-se que, na Resolução 013/2006, assim aduz:

Art. 3º A Ouvidoria Judiciária terá a seguinte composição:
I - 01 (um) Desembargador; e,
II - 02 (dois) Analistas Judiciários.

Com o Advento da Resolução 015/2015, prevê a seguinte estrutura funcional:

Art. 5º A Ouvidoria Judiciária terá estrutura administrativa permanente e adequada ao cumprimento de sua finalidade, com a seguinte composição:
I - 1 (um) Ouvidor Desembargador;
II - 1 (um) Ouvidor Substituto - Desembargador;
III - 1 (um) Coordenador;
IV - 1 (um) Assessor Jurídico;
V - 3 (três) Servidores do Tribunal de Justiça;

Observa-se que a Ouvidoria Judiciária, ao passar por uma reestruturação, em consonância com o § 2º do art. 9º da Resolução nº 103 de 2010 do Conselho Nacional de Justiça determina aos Tribunais de Justiça que já tenham instituído suas Ouvidorias, a devida adequação de seus atos aos parâmetros fixados na referida Resolução, no exercício de 2015.

Destaca-se que o respectivo Projeto de Reestruturação teve como objetivo a reestruturação física e humana e tecnológica da Ouvidoria Judiciária do Poder Judiciário do Estado do Tocantins, com intuito de otimizar o acesso dos cidadãos às informações institucionais e de interesse público, por meio de respostas das diversas unidades Judiciárias a atender a satisfação dos usuários.

Cumpre registrar ainda a melhoria no espaço físico da Ouvidoria Judiciária, o atendimento pessoal em novas instalações com quantitativo maior de funcionários para o atendimento aos usuários.

Por oportuno, ressaltam-se os projetos da Ouvidoria Judiciária, dentre os quais merecem serem mencionados: Instalação e inauguração de pontos de Comunicação nas  Comarcas do Estado do Tocantins, incluindo Varas descentralizadas, bem como no Tribunal de Justiça e seus anexos.

Curso de Capacitação e formação da Equipe Técnica da Ouvidoria Judiciária nas 42 Comarcas do Estado do Tocantins.

Ouvidoria Judiciária vai à Escola, no exercício de 2015, realizado em parceria com a Secretaria Estadual da Educação do Estado do Tocantins.

Projeto “Atendimento Nota 10” consiste como objetivo proporcionar ao cidadão um atendimento com excelência, além de orientar os usuários a ter um relacionamento adequado como os servidores do Poder Judiciário, a otimizar o tempo e qualidade na satisfação das suas necessidades.

Ou seja, oportunizou cursos de atendimento ao público com a qualidade de excelência no serviço prestado nas 42 Comarcas do Estado do Tocantins.

Realizou-se também palestras com o tema “a Relação Interpessoal e o Atendimento ao Público com Excelência”.
Projeto Ouvidoria Judiciária Tocantinense, integrada à Conciliação e Mediação, foi proposto no sentido de fomentar a busca da resolução consensual de conflitos, assim como potencializar a desjudicialização para diminuir a taxa de congestionamento processual.

Projeto Judiciário na facilitação da Lei de Acesso à Informação – LAI tem por finalidade a realização de atividades de fomento à cultura da transparência pública, fazendo visitas institucionais nas Comarcas do Estado do Tocantins, assim como a produção e distribuição de uma Cartilha sobre a LAI.

Registra-se a importância da Resolução nº 432, de 27 de Outubro de 2021, o qual dispõe sobre as atribuições, a organização e o funcionamento das Ouvidorias dos tribunais, da Ouvidoria Nacional de Justiça e dá outras providências.

Com efeito, consoante o preconizado na Resolução 432 do CNJ, a Ouvidoria Judiciária do Tocantins, institui a Resolução nº 34, de 3 de Novembro de 2022, com destaque a criação da Ouvidoria da Mulher.

Convém ressaltar ainda, que na Gestão do Desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, aos vinte quadro dias do mês de Setembro de 2022, inaugura-se a ampliação da sala da Ouvidoria Judiciária, com o propósito de assegurar o cidadão tocantinense melhores condições de acesso a justiça por meio direto de comunicação com o poder judiciário do Tocantins.

Destaca-se, o projeto Ouvidoria Vai à Escola estendo as Comarcas do Interior do Estado, onde realizou o trabalho com palestras durante o ano 2022, com os temas da lei 12.527/2011 – Lei de Acesso a Informação, Lei 11.340/2006 – Conhecida por Lei Maria da Penha e a LGPD – Lei Geral de proteção de dados.

Importa destacar os períodos correspondentes a cada gestão da Ouvidoria Judiciária desde a sua criação até os dias atuais.

Neste Contexto, ressalta-se, todas as Gestões da Ouvidoria Judiciária, como os seus respectivos gestores, conforme descrito abaixo:

Portaria 476/2006 - Gestão 27/09/2006 à 31/01/2007
Desembargador Daniel de Oliveira Negry

Portaria 082/07 - Gestão 09/02/2007 à 31/01/2009
Desembargador Liberato Póvoa

Portaria 219/09 - Gestão 21/05/2009 à 31/01/2010
Desembargador José Neves

Portaria 171/10 - Gestão 19/05/2010 à 31/01/2011
Desembargador Antonio Félix

Portaria 132/2011 - Gestão 24/03/2011 à 31/01/2013
Desembargador Luiz Gadotti

Portaria 203/2013 - Gestão 27/02/13 à 31/01/2015
Desembargador Moura Filho

Portaria 298/205 - Gestão 04/02/2015 à 31/01/2017
Desembargadora Ângela Prudente

OBS - O segundo mandato de Gestão da Desa. Ângela Prudente, ocorreu em:
01/02/2017 à 31/01/2019.

Sessão do Pleno ATA - Gestão 01/02/2019 à 31/01/2021
Desembargador José de Moura Filho.

Sessão do Pleno ATA – Gestão 01/02/2021 à 31/01/2023
Desembargador – Helvécio de Brito Maia Neto

Sessão do Pleno ATA- Gestão 01/02/2023 à 31/01/2025
Recondução do Desembargador:  Helvécio de Brito Maia Neto

NOTÍCIAS

Nós usamos cookies
Usamos cookies ou tecnologias similares para finalidades técnicas e, com seu consentimento, para outras finalidades, conforme especificado na política de cookies. Negá-los poderá tornar os recursos relacionados indisponíveis.