Estelionatários voltaram a utilizar a figura de juiz criminal para aplicar golpes no Tocantins. O novo alerta foi feito na noite desse sábado (4/6), pelo Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO). Conforme comunicado do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional (NIS), assinado pela delegada-chefe da Inteligência Milena Lima, o golpe, desta vez, consiste em uma pessoa que se passa por magistrado e solicita serviços de motorista.

Ainda conforme o NIS-TJTO, a pessoa liga para instituições públicas ou estabelecimentos privados e alega ser um juiz em substituição da Vara Criminal. Ele solicita a indicação de alguém que possa acompanhá-lo em uma missão sigilosa, oferecendo pagar o valor da diária. O objetivo é enviar um falso comprovante para arcar com as despesas e solicitar que a vítima estorne o valor pago a maior do que o valor da diária.

O TJTO reforça que o Poder Judiciário tem sua própria frota de motoristas e não arca com diárias de terceiros não vinculados ao tribunal. "Esse tipo de fraude se renova de tempos em tempos, buscando novas vítimas que acreditem na farsa que pode ser percebida com o mínimo de atenção", afirmou a delegada. "Sugerimos sempre cautela e que busquem canais oficiais do Poder Judiciário para o esclarecimento de dúvidas, antes de efetuarem pagamentos a terceiros que alegam ser magistrados ou servidores do Poder Judiciário", finalizou.

Texto: Cristiano Machado
Comunicação TJTO


VEJA TAMBÉM: 

TJTO faz alerta sobre golpes de criminosos que tentam se passar por juízes do Poder Judiciário do Tocantins.