Nessa quarta-feira (27), a partir das 10 horas, haverá uma entrevista coletiva de lançamento da Pós-Graduação Lato Sensu em Comunicação Jurídica Estratégica na Era Digital promovida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) em parceria com a Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT).  

Ao todo, estão sendo ofertadas 50 vagas para jornalistas graduados em comunicação e com atuação no Poder Judiciário Tocantinense e em órgãos parceiros da Esmat, em veículos de imprensa do Estado do Tocantins e Sindicato dos Jornalistas.

A solenidade presencial ocorrerá no auditório da Esmat, localizada na Avenida Theotônio Segurado, ao lado do antigo prédio da Polícia Federal. A transmissão será de maneira virtual por meio da página da Esmat na plataforma YouTube.

Objetivos do curso

Publicado no Diário da Justiça Eletrônico de sexta-feira (22/10), o edital, assinado pelo desembargador Marco Villas Boas, diretor geral da Esmat, define os objetivos do curso, que são “possibilitar a atualização dos profissionais de comunicação com sólida visão estratégica com capacidade de analisar as demandas do sistema judiciário e propor soluções integradas inovadoras, tendo como foco os objetivos organizacionais, sua imagem e sua reputação”.

A carga horária estabelecida é de 375 horas, na modalidade presencial. Ainda conforme o edital, o público-alvo é formado por “servidores e servidoras do Poder Judiciário Tocantinense e servidores e servidoras de órgãos parceiros da Esmat (Procuradoria-Geral do Estado, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Defensoria Pública, Tribunal Regional Eleitoral, Justiça Federal, Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Tocantins, Universidade do Estado do Tocantins e Universidade Federal do Tocantins, Poder Executivo Estadual – Governo do Estado do Tocantins - Palácio Araguaia – e Poder Executivo Municipal – Prefeitura Municipal de Palmas), com graduação em comunicação social e suas habilitações e atuação em comunicação social e suas habilitações; e Jornalistas com graduação em comunicação social, em atuação e vinculados aos veículos de imprensa do Estado do Tocantins e Sindicato dos Jornalistas”.

As inscrições

Ainda conforme o edital, há critérios para a inscrições, como "indicação dos Servidores pelo Tribunal de Justiça, pela unidade gestora dos Órgãos Parceiros da Esmat e o preenchimento das vagas para jornalistas com graduação em comunicação social e suas habilitações, em atuação e vinculados aos veículos de imprensa do Estado do Tocantins será realizada por indicação em resposta à carta-convite enviada pelo Tribunal de Justiça e Escola Superior da Magistratura Tocantinense aos veículos de comunicação".

Requisitos

Entre os principais requisitos, para participar do curso os interessados devem ser “jornalistas com graduação em comunicação social e suas habilitações (apresentar o Diploma da Graduação), em atuação”; “atuar em assessoria de comunicação Social (devendo apresentar comprovação por meio de Declaração da Unidade de Gestão de Pessoas do Órgão – para os servidores das Instituições parceiras da Escola Superior da Magistratura Tocantinense); e/ou;”atuar como jornalista, com graduação em comunicação social e suas habilitações, e vinculado (a) aos veículos de comunicação do Estado do Tocantins (comprovação por meio de Declaração da Unidade de Gestão de Pessoas do respectivo veículo de imprensa)”.

O edital contempla ainda detalhes sobre outros pré-requisitos, frequência e avaliação da aprendizagem, processo de seleção e estrutura curricular e o calendário da pós-graduação.

Mais prazos

A entrega do envelope com a documentação deve ser feita de 27/10 a 5/11, das 12h às 18h, na Esmat. A divulgação da relação dos alunos ocorrerá no dia 8 de novembro, pelo Diário da Justiça Eletrônico. As aulas têm início no dia 9 de novembro. E a previsão de término do curso é de 21 de fevereiro de 2023.

Clique aqui e confira o edital. 

Texto: Wherbert Araújo e Cristiano Machado
Da Esmat e Cecom TJTO