A Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica do Tocantins - ABMCJ/TO realizou, na manhã desta quinta-feira (24/11), uma solenidade festiva em comemoração ao Jubileu de Crizo da instituição, que completa 33 anos de criação no estado. O evento foi realizado no auditório do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins e transmitido pelo canal da ABMCJ Nacional no Youtube.

Durante a solenidade, foi apresentada a biografia da ABMCJ/TO e os presentes assistiram a palestra magna sobre Empreendedorismo Feminino, proferida pela médica ginecologista e presidenta da Sociedade Brasileira de Ginecologia  do Tocantins (Sogito), Franciele Batista. 

A solenidade também foi marcada por homenagens e lançamento do Movimento Literário da Região Norte, com a obra “Biografias inspiradoras”, que conta com a participação de mulheres de carreira jurídica no Tocantins. 

“A ABMCJ/TO é uma instituição pioneira no estado e esse evento tem o cunho de reconhecer a história de todas as mulheres que nos antecederam e dar mais visibilidade a nossa instituição, que tem como objetivo tratar dos direitos das meninas e mulheres em todas as suas esferas”, pontuou a presidenta da ABMCJ/TO, Elaine Noleto Barbosa. “Nós queremos construir uma sociedade igual, equânime, paritária, justa, livre”, complementou.

Participando virtualmente do evento, a presidenta nacional da ABMCJ e presidenta da Federação Internacional de Mulheres de Carreira Jurídica, Manoela Gonçalves, também destacou a atuação da ABMCJ/TO durante os 33 anos de existência. “Hoje é um dia de muita importância; a comissão estadual da ABMCJ do Tocantins tem cumprido a missão institucional de promover o congraçamento entre as associadas, realizar estudos científicos e críticos do Direito, bem como participar ativamente da vida política deste Estado, com atividades eficazes e dinâmicas no que se refere ao direito das mulheres”, afirmou.

Também compondo a mesa de honra, a presidente da Comissão de Controle, Orçamento e Finanças da Federação Internacional  de Mulheres de Carreira Jurídica, Maria José das Neves Duarte, esteve presente na fundação da ABMCJ/TO e fez questão de ressaltar os 33 anos de história da Associação no Tocantins. “Estive aqui na instalação das ABMCJ, em 1990, juntamente com as lideranças da época. Foi uma solenidade muito simples porém muito bonita, e eu fico muito feliz de hoje estar participando dessa comemoração”, disse.

A ex–secretária da diretoria nacional da ABMCJ, Maria Lucila Prudente, também fez parte da história da instituição e relembrou na solenidade os esforços para reativação da comissão estadual na última década. “Um dos compromissos da ABMCJ era reativar as regionais que estivesse precisando de apoio da Nacional para o seu avivamento e aqui tivemos o apoio de várias instituições, principalmente do Judiciário. Então foi um prazer poder restabelecer e reorganizar a ABMCJ/TO e ver como cresceu e está se firmando”, destaca.

Representando o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), a corregedora-geral de Justiça e presidenta eleita do Tribunal de Justiça (biênio 2023-2025), desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe, falou sobre a importância da ABMCJ para fortalecer o empoderamento feminino na carreira jurídica e frisou a importância da participação das mulheres no Direito. “Essa participação feminina nas carreiras jurídicas é muito importante porque nós precisamos estar unidas, fortalecidas, empoderadas, para alcançar aquilo que tanto almejamos, que é essa equidade, igualdade”. afirmou. 

Homenagens

A solenidade festiva homenageou dez ex-presidentas da ABMCJ/TO e autoridades que prestaram valorosas contribuições para a Associação:

  • Dra. Irene Rezende - Primeira presidenta da ABMCJ/TO (1989 a 1994)
  • Dra. Dorema Costa - Presidenta ABMCJ 1995 a 1997
  • Dra. Lucelia Sabino - Presidenta ABMCJ 1998 a 2000
  • Dra. Dagmar Gemelli - Presidenta ABMCJ 2001 a 2003
  • Dra. Moema Nery - Presidenta ABMCJ 2004 a 2006
  • Dra. Tereza Ibiapina - Presidenta ABMCJ 2007 a 2009
  • Dra. Maria José Das Neves - Conselheira da Federação Internacional de Mulheres de Carreira Jurídica e cofundadora da ABMCJ no Brasil
  • Dra. Maria Lucila Prudente - ex-Secretária Geral Adjunta da Abmcj Nacional
  • Dra. Laudelina Inácio - ex-Presidenta da ABMCJ Nacional e Vice-Presidenta para a América Latina da Federação Internacional das Mulheres de Carreira Jurídica.
  • Dra. Manoela Gonçalves - Presidenta Nacional da ABMCJ e Presidenta da Federação Internacional de Mulheres de Carreira Jurídica.

Mesa de Honra

Presencialmente, compuseram a  Mesa de Honra a presidenta da ABMCJ/TO, Elaine Noleto Barbosa; a presidente da Comissão de Controle, Orçamento e Finanças da Federação Internacional  de Mulheres de Carreira Jurídica, Maria José das Neves Duarte; a ex-secretária geral nacional da ABMCJ, Maria Lucila Prudente; a corregedora-geral de Justiça e presidenta eleita do Tribunal de Justiça, biênio 2023-2025, desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe; a juíza membro do TRE-TO, Delícia Feitosa; o Coronel Alon Amaral e a secretária-geral da ABMCJ Tocantins, Gizella Bezerra.

Virtualmente, compuseram a Mesa de Honra a presidenta nacional da ABMCJ e presidenta da Federação Internacional de Mulheres de Carreira Jurídica, Manoela Gonçalves; a integrante do Conselho Fiscal da ABMCJ Nacional e coordenadora do Curso Nacional de Formação Política da ABMCJ Nacional, Gláucia Teodoro; a coordenadora da ABMCJ - Região Norte, Gláucia Soares; a secretária geral da Associação Brasileira de Magistrados,  Juliane Marques; a presidenta da ABMCJ do Acre, Maria do Perpetuo Socorro Rodrigues de Souza; a procuradora de Justiça e presidenta da ABMCJ do Espírito Santo, Catarina Cecin; a presidenta da ABMCJ do Rio Grande do Sul, Neusa Ledesma; a presidenta da ABMCJ  de Rondônia, desembargadora Zelite Andrade; e a presidenta da ABMCJ  de Roraima Natália Leitão.

Comunicação TRE-TO