O Tribunal do Júri da Comarca de Araguaína (TO) condenou, na tarde desta quarta-feira (21/9), dois acusados do assassinato do advogado Danillo Sandes Pereira.

Rony Marcelo Alves Paiva teve pena estipulada em 25 anos, dois meses e 14 dias. Já Wanderson Silva de Souza foi condenado a 26 anos, cinco meses e 14 dias. A condenação se refere aos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa.

As penas serão cumpridas em regime fechado, conforme sentença assinada pelo juiz Francisco Vieira Filho, que presidiu o júri. O crime ocorreu em julho de 2017, no município, em razão de uma disputa por herança de uma família atendida pelo advogado.

Clique aqui e confira a sentença.


Comunicação TJTO