O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) apresentou, nesta segunda-feira (17/5), o balanço da primeira semana de realização do mutirão nos Juizados Especiais Cíveis da Comarca de Palmas. Entre os dias 10 e 14 de maio, foram designadas 250 audiências, alcançando um percentual de acordo de 19%, o que totalizou para as partes o valor de R$ 52.504,53.

De acordo com os dados do Cejusc, das 250 audiências designadas, 101 restaram prejudicadas por ausência de uma das partes, em razão de não serem intimadas, tendo em vista o não cumprimento dessas demandas por parte dos Correios.

O mutirão segue nesta semana (entre os dias 17 e 21) e finalizará na próxima segunda-feira (24/5). Além do Cejusc, o mutirão também conta com o apoio das conciliadoras credenciadas do polo da Capital.

Sobre o Mutirão

O mutirão foi solicitado pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do TJTO, em razão da grande quantidade de processos dessa natureza no Judiciário Tocantinense, vez que ajuda no cumprimento de metas nacionais e promovem a cultura do diálogo e da paz entre as partes, além de fomentar os métodos adequados de solução de conflitos, bem como pelos resultados positivos obtidos nos últimos mutirões.

Texto: Jesuino Santana Jr. / Foto: Divulgação

Comunicação TJTO