O Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges) do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) apresentou, na tarde desta segunda-feira (2/12), o Relatório de Desempenho do Plano de Logística Sustentável (PSL) referente ao ano de 2019. De acordo com os dados, dos 38 indicadores apresentados, 31 tiveram resultados positivos.

“O painel de resultados demonstrou os indicadores econômico, social e ambiental que foram impactados positivamente pelas ações executadas pelo Nuges e as diretorias, considerando que ocorreram reduções do uso de energia, telefone, água, combustível, entre outros indicadores”, ressaltou a desembargadora Ângela Prudente, presidente da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (PLS).

Para a magistrada, o saldo foi bastante positivo, considerando que os indicadores que não apresentaram bons resultados foram afetados também por fatores externos, como o aumento da inflação. “Então nós saímos dessa reunião muito felizes pelos índices alcançados e esperamos que em 2020 possamos alcançar cada vez mais índices favoráveis e melhorar a qualidade de vida no ambiente de trabalho”, projetou a desembargadora.

Entre os resultados positivos estão a redução do gasto com papel (33,69%), com contrato de limpeza (41,68%), e com consumo de diesel (20,26%). Por outro lado, houve aumento da participação em ações solidárias (240,12%), das ações de inclusão (300%), da participação em ações de capacitação (413,45%) e das ações de Qualidade de Vida (564,29%).

Confira aqui o resultado do relatório.

Texto: Jéssica Iane / Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO