Desde o dia 3 de setembro e atendendo convocação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o juiz Jordam Jardin, coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Estado do Tocantins (GMF) e titular da Comarca de Filadélfia, participa da implantação do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU) no Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS) ao lado dos servidores Ana Paula Brito Alves, Claudia Rodrigues Chaves, Mariane Ribeiro Miranda, Morgana Soares Borges e  Flávio Moreira de Araújo, além de cinco servidores de outros Estado.

Os dez servidores fazem parte da força-tarefa CNJ, coordenada pelo magistrado tocantinense, que está auxiliando os 60 servidores locais. De acordo com Jordan Jardim, já foi feita a migração do eSaj, portal de serviços do TJMS, para o SEEU através do cadastramento eletrônico. O juiz e a equipe do TJTO trabalharão no processo até o próximo dia 7 de dezembro, com a expectativa de implantar os 33 mil processos do acervo do Judiciário sul-mato-grossense. 

O SEEU é o novo sistema do CNJ, desenvolvido em parceria com o Tribunal de Justiça do Paraná, que permite o controle informatizado da execução penal e das informações relacionadas ao sistema carcerário brasileiro em todo território nacional.

Texto: Marcelo Santos Cardoso / Foto: Divulgação

Comunicação TJTO