“Eu me sinto muito lisonjeada em alcançar esta posição”. A declaração é da estudante Geovana dos Santos Dias ao ressaltar sua alegria por ter conquistado o primeiro lugar no concurso de redação com o tema Justiça Cidadã. Ela disse que gostou muito de poder aprender mais sobre o assunto, assim como seus colegas Daniel Émille Oliveira Barbosa e Marta Abreu dos Santos que, respectivamente, ficaram com a segunda e a terceira colocações.

O Colégio Estadual Ada de Assis Teixeira foi a 16ª escola a receber as atividades do Projeto Justiça Cidadã, realizado nesta terça-feira, dia 22, no município de Goiatins, localizado a 388 km de Palmas.

Juntamente com o juiz Luatom Bezerra Adelino de Lima, diretor do Foro da Comarca de Goiatins, o juiz auxiliar da Presidência, Océlio Nobre, foi até a escola para entregar a premiação aos alunos vencedores do concurso.

Os estudantes premiados foram orientados pelas professoras Daynara Cavalcante Silveira e Leiva da Silva Carvalho. Todos receberam kits do projeto e certificados expedidos pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat).

Palestras

A programação no Colégio Estadual Ada de Assis Teixeira teve início pela manhã, com palestra da equipe do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar na rede de ensino com o objetivo de prevenir e reduzir o uso de drogas e a violência. Outro assunto abordado com os alunos foi a Educação Digital. O investigador de polícia Odelino Oliveira Fonseca, especialista em crimes cibernéticos, orientou os estudantes sobre como utilizar as redes sociais com responsabilidade.

A programação no período da tarde contou com uma roda de conversa sobre o tema Proteção à Criança e ao Adolescente, onde integrantes do Sistema de Justiça explicaram sobre a atuação de cada órgão e esclareceram dúvidas dos alunos.

Participaram dos debates, representando o Judiciário, o juiz Luatom Bezerra Adelino de Lima; a Defensoria Pública do Estado foi representada pelo defensor público Felipe Lopes Barbosa Cury; o Ministério Público Estadual, pela promotora Laryssa Santos Machado Filgueiras; a OAB-TO, pela advogada Elba Raine Carvalho de Araújo; e a Polícia Militar, pelo capitão Reis, comandante do 2º Batalhão.

O diretor do Colégio Estadual Ada de Assis Teixeira, Edmilson de Assis Teixeira Souza, ressaltou que o Projeto Justiça Cidadã vem ao encontro do que vem sendo trabalhado para enfrentar o momento atual. “Porque estamos trabalhando à mercê da violência. Tenho certeza que, a partir de agora, nossas ações terão mais sucesso”, justificou. Segundo ele, a escola está trabalhando com o Projeto Aluno Cidadão. “Receber o Justiça Cidadã vai fortalecer nosso projeto”, destacou. O colégio possui cerca de 500 alunos matriculados no ensino médio.

Texto: Mara Roberta / Fotos: Ednan Cavalcanti

Comunicação TJTO