Movidos pelos princípios da solidariedade reafirmando o compromisso com a responsabilidade socioambiental, o Poder Judiciário do Tocantins, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO), o Ministério Público Estadual (MPE), a Defensoria Pública Estadual (DPE) e a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) assinaram, nesta quarta-feira (16/10), o pacto pela sustentabilidade, onde todas as instituições se comprometem com as diretrizes do projeto TO Sustentável.

O presidente do TJTO, desembargador Helvécio Maia, destacou a importância das Instituições Públicas contribuírem para proteger os recursos naturais para as gerações futuras. “Com a assinatura do pacto pela sustentabilidade estamos selando esse compromisso”, destacou.

“Todas as instituições parceiras já desenvolvem ações para preservação do meio ambiente e economia de recursos e agora com a rede de sustentabilidade vamos dividir experiências e compartilhar as boas práticas”, avaliou a presidente da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável do TJTO, desembargadora Ângela Prudente.

O juiz Pedro Nelson Coutinho, gestor do projeto TO Sustentável, elogiou o trabalho que vem sendo feito pela Comissão Gestora do PLS, destacando os próximos passos do TO Sustentável que é a aprovação do Regimento Interno e a elaboração do Plano de Ação para o ano que vem. “O TO Sustentável sou eu enquanto indivíduo e também a coletividade representando o Estado”, ressaltou.

“Vivemos um momento de contenção de despesas por isso todas as propostas no sentido de reduzir o gasto público será bem-vinda”, ressaltou o presidente do TRE-TO, desembargador Eurípedes Lamounier.

Todos os representantes das instituições que compõem a rede de sustentabilidade do Sistema Judiciário se comprometeram com ações para a preservação do meio ambiente.

Estavam presentes para a assinatura do Pacto pela Sustentabilidade o procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, o defensor público geral, Fabio Monteiro dos Santos e o reitor da Unitins, Augusto Rezende. O  momento foi acompanhado pela chefe de gabinete da presidência do TJTO, Glacielle Torquato e coordenadora do Núcleo de Gestão Socioambiental do TJTO, Leila Jardim.   

 

Texto: Gabriela Almeida / Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO