Quem planta uma árvore nunca esquece não é mesmo? Por esse motivo, as crianças do Centro de Educação Infantil Nicolas Quagliariello Vêncio  do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (CEI/TJTO) plantaram 65 mudas de árvores na Praça dos Girassóis, sendo elas das espécies de Ipê Amarelo, Guapeva e Oiti, doadas pelo viveiro da Prefeitura Municipal de Palmas.

A passarela de mudinhas foi plantada no estacionamento do TJTO. O mundo divertido, de mãozinhas sujas de terra, rostinhos sorridentes e animados para aprender, fez parte da manhã de atividades que envolviam ver uma planta de perto e tocá-la. Saltitantes, os alunos corriam ao encontro dos buracos feitos para colocar as mudas e ajudar a melhorar o meio ambiente.

A ação faz parte da programação da Semana da Criança e do programa Rede de Sustentabilidade TO Sustentável, desenvolvido pelo Judiciário tocantinense, e segue os preceitos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por meio do Plano de Logística Sustentável, lançado neste ano pelo presidente do TJTO, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto.

O processo de plantio se deu com crianças de três anos de idade que, quando crescerem, terão a oportunidade de lembrar que participaram deste momento. “A ação é transformadora para todos nós que estamos participando e para as gerações que virão. Elas vão passar e lembrar que contribuímos para arborizar a Praça dos Girassóis e dar sombra para os estacionamentos do TJTO”, afirmou a coordenadora do CEI, Luciana Carvalho.

Para Luciana, as ações de educação ambiental transformam os seres humanos e o modo como tratamos o meio ambiente. “A árvore nos ensina que a vida é um processo de cuidado diário, assim como uma criança, e por isso essa ação tão maravilhosa na Semana da Criança que relaciona essas incumbências que são o nosso futuro.”

Foi o que a aluna Laura Pereira disse, pois gostou muito de sair da escola para plantar árvores que irão embelezar a vista do Tribunal “As mudinhas que foram plantadas hoje irão mudar o ambiente da praça e daqui uns anos poderemos descansar embaixo delas.”

“A gente precisa plantar árvores para melhorar o nosso mundo e o dos bichinhos”, contou Ana Maria Cavalcante. E a aluna Catarina Ritter disse que foi muito bom colocar as mãozinhas na terra e que árvores dão sombras e nos ajudam a respirar melhor. Para o estudante Felipe Ferraz, as árvores vão crescer e produzir as melhorias necessárias para a natureza e seres humanos.

Texto: Natália Rezende / Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO