A comarca de Palmas recebeu, nesta terça-feira (30/10), mais uma ação do projeto “Atendimento Nota 10”, desenvolvido pela Ouvidoria Judiciária do Poder Judiciário do Estado do Tocantins. O tema “a relação interpessoal e o atendimento ao público com excelência”, foi desenvolvido em duas palestras. O evento teve o objetivo de motivar e ampliar conhecimentos e contou com a presença da ouvidora judiciária, desembargadora Ângela Prudente, da diretora do Fórum, juíza Flávia Afini Bovo, magistrados da Comarca e servidores.

A desembargadora Ângela Prudente abriu o evento destacando os avanços que o órgão teve ao longo dos últimos quatro anos. Para a ouvidora, o empenho em construir um atendimento eficiente e humano passa por várias etapas. “Hoje nós temos o Ouvidoria Nota 10, como um exemplo de estender a atuação da Ouvidoria Judiciária para além do trabalho diário. Outro importante mecanismo, que vem gerando frutos, é o projeto Ouvidoria vai à Escola, que atinge o público externo. Assim conseguimos unir aspectos essenciais que são: o aperfeiçoamento do atendimento e ainda levar informação à população”, contou.

Palestras

A primeira palestra foi ministrada pelo mestre em Administração, com MBA Executivo em Estratégia da Gestão, especialista em Gestão Pública, professor Allan Barros Bitar. A humanização do atendimento e o bom relacionamento com os usuários foram assuntos tratados. “A Ouvidoria existe, pois no serviço público, diferente da iniciativa privada, onde se pode optar entre a concorrência, nós só podemos recorrer a um único órgão para determinada função. Por isso o trabalho público é regulado e a atenção ao usuário deve ser priorizada”, explicou.

O administrador e especialista em empreendedorismo, professor Iranilson Mota abordou o bem estar no trabalho e a necessidade de se somar esforços para um bem comum. “Todo tipo de relacionamento precisa de ajustes e necessitamos estar prontos para realizá-los. Para darmos o melhor atendimento, precisamos, antes de tudo, termos um ambiente saudável. E isso depende, em sua maior parte, de nós mesmos”, disse.

Atendimento nota 10

O projeto Atendimento Nota 10 visa atingir a excelência no atendimento ao cidadão, levando em consideração a satisfação dos usuários, o envolvimento de todos os servidores, a valorização das pessoas, a otimização de tempo e a melhoria contínua.

Para a diretora da Comarca de Palmas, juíza Flávia Afini Bovo, “esse tipo de projeto é fundamental, uma vez que um atendimento ao público de qualidade deve ser um dos principais focos do Poder Judiciário, no sentido de concretização do direito fundamental de acesso à Justiça”.

Texto: Davino Lima / Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO