A Semana Nacional de Conciliação, promovida anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça - CNJ, em parceria com os tribunais de justiça de todo o país, será realizada nesse ano entre os dias 24 e 28 de novembro. Para envolver e incentivar a participação dos cidadãos nessa mobilização em prol da Paz, o Poder Judiciário tocantinense produziu um vídeo publicitário sobre o tema. O trabalho foi desenvolvido pela Diretoria do Centro de Comunicação Social e Escola Superior da Magistratura Tocantinense.
O vídeo tem versões de 30" e 45", sendo encenado pelo juiz Gilson Coelho Valadares, coordenador estadual do Movimento pela Conciliação no Tocantins, pela analista judiciária, Andréia Marinho e pelo servidor Jadir Oliveira. O roteiro mostra uma típica discussão de vizinhos em função de som alto. O conflito vai parar na justiça e encontra solução pacífica por meio da conciliação.
O trabalho não gerou custos aos cofres do Judiciário, uma vez que todo o trabalho teve pré e pós-produção e as interpretações foram realizadas por integrantes do TJTO. Integraram a equipe, além dos atores, a jornalista Kézia Reis, responsável pelo roteiro, os cinegrafistas Ednan Cavalcanti e Paulo Ricardo Nardes, o auxiliar João Leno Tavares e o editor Francisco Batista. Uma parceria da Diretoria de Comunicação com emissoras locais de televisões públicas e privadas está possibilitando a veiculação do material.
"De forma simples e descontraída relatamos os conflitos do dia a dia e reafirmamos no vídeo a importância da conciliação", afirma o juiz coordenador do Movimento no Tocantins, Gilson Coelho.

Semana Nacional
No Tocantins a mobilização envolverá 29 das 42 comarcas do Poder Judiciário. A abertura oficial será realizada no dia 24/11, às 9h, no Fórum de Palmas e terá transmissão ao vivo para as demais 41 comarcas tocantinenses.
Uma novidade para a nova edição é a participação de alunos da Universidade da Maturidade - UMA. O Tribunal de Justiça firmou parceria com a instituição, que trabalha com estudantes idosos, desse modo, dez vagas foram abertas para os alunos no curso de conciliares.
Além da turma da terceira idade cerca de 120 voluntários também participam do curso de conciliadores e devem contribuir com a Semana Nacional. Só em Palmas já foram designadas 981 audiências envolvendo áreas cíveis e de família. A Comarca da Capital também realizará paralelamente um mutirão específico do seguro Dpvat, com aproximadamente 400 audiências já designadas.
Para o responsável pela Central de Conciliação de Palmas, juiz Nelson Coelho Filho a cada ano a Comarca busca um maior aprimoramento da ação. " A expectativa para esse ano é muito boa, estamos sempre ampliando essa mentalidade da conciliação. Mas é relevante que as partes compareçam, reforçamos aqui o pedido aos advogados para que ressaltem a importância da presença maciça dos representados, é isso que garante o excelente resultado da conciliação", explicou o magistrado.

Balanço 2013
Em 2013 foram incluídas 3.319 audiências em todo o Estado, que resultaram em 863 acordos, totalizando quase 12 milhões de reais em acordos e atendidas 4.791 pessoas. Na Comarca de Palmas os números também foram exitosos, com 832 audiências designadas e 199 acordos homologados (36,2%), num total de mais de 6,5 milhões de reais em acordo.

 

Assita ao vídeo abaixo: