Na manhã desta quarta-feira (29/3) foi realizada a reunião de abertura da primeira auditoria de supervisão do Sistema de Gestão da Qualidade do Poder Judiciário. O processo tem a finalidade de manter a certificação da boa prestação jurisdicional concedida à 2ª Vara Cível da Comarca de Palmas e Secretaria do Pleno do Tribunal de Justiça.

As atividades da auditoria começaram pela 2ª Vara Cível de Palmas, comandada pelo juiz Luís Otávio de Queiroz Fraz, titular da serventia judicial. A ação também irá contemplar as diretorias do TJ e vai verificar a conformidade do sistema implantando com os requisitos do ISO 9001, a certificação internacional de qualidade e excelência em serviço prestado.

Os trabalhos de auditoria, que seguem até essa quinta-feira, são conduzidos pelo auditor líder Weslley Francisco Napolli. Segundo ele, “um dos nossos principais objetivos, além de avaliar, é agregar valor ao que já vem sendo feito e promover debates que são salutares para o Sistema de Qualidade”.

O coordenador de Gestão Estratégica do Tribunal de Justiça, José Paiva, ressaltou a importância do Sistema de Gestão da Qualidade para o Judiciário tocantinense. “Segue os princípios básicos da melhoria contínua dos processos de trabalho e da satisfação dos jurisdicionados, que são os nossos clientes. Tudo isso também vem diretamente ao encontro do Pacto pela Produtividade, que é a principal diretriz da gestão”, disse.

Certificação ISO 9001

No Judiciário do Tocantins, além da Secretaria do Tribunal Pleno e da 2ª Vara Cível da Comarca de Palmas, a Escola Superior da Magistratura Tocantinense também possui o Selo ISO 9001.

A certificação estabelece padrões de qualidade que auxiliam na ordenação dos processos de trabalho, elevando o nível de organização interna, o controle administrativo e a produtividade, além de propiciar a identificação de oportunidades de melhorias nos serviços prestados diretamente ao jurisdicionado.

ONDE ESTOU